terça-feira, 22 de novembro de 2011

Anonymous ameaça polícia de Nova York após repressão a protesto




O grupo hacker  Anonymous divulgou um vídeo em que ameaça a polícia de Nova York (EUA) após a repressão de um protesto contra a crise econômica no último domingo (25), chamado "Occupy Wall Street". Na ocasião, cerca de 80 pessoas foram presas. As informações são do “Huffington Post” e "EFE".

O Anonymous afirmou que vai “tirar da internet” a polícia de Nova YorK caso novos casos de brutalidade ocorrerem nas próximas 36 horas, prazo que termina nesta quinta (29).

“A falta de humanidade e a brutalidade que a polícia de Nova York mostrou não ficará impune”, diz a voz computadorizada do vídeo. “Lembrem o que ocorreu com a polícia no Egito, quando eles desconsideram os direitos humanos. O fim deles foi o começo do povo.”

Os manifestantes estão há mais de dez dias acampados no parque Zucotti, perto do centro financeiro da cidade. Para dispersar as pessoas, que bloqueavam o trânsito e as áreas de pedestres, os policiais usaram spray de pimenta. Devido à resistência de alguns manifestantes em deixar o local, cerca de 80 deles foram presos.

Um vídeo que identifica um policial que usou spray de pimenta contra uma manifestante foi divulgado pelos hackers na segunda (26).

Ocupação

O movimento de protesto está há pouco mais de uma semana realizando um acampamento no sul de Manhattan contra o sistema financeiro americano, a corrupção e a "avareza" das companhias do país.

A maioria dos "indignados" nova-iorquinos que protesta contra a crise econômica global permanece acampada em dois parques privados do sul da cidade, onde podiam ficar se tivessem a autorização de seus proprietários.

Outras 16 pessoas foram detidas por terem pintado grafitis ou usarem máscaras, pois segundo há uma lei do Estado de Nova York que data de 1845 proíbe que duas ou mais pessoas usem máscaras em uma mesma concentração.

Nota:

0 comentários:

Postar um comentário

Proibido palavras ofensivas, racistas ou descriminatórias.

[Seu Comentário será liberado no máximo em 24horas]